sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Kasparov melhor do que Fischer!


O título desta matéria poderia ter uma interrogação no final, mas devemos respeitar a opinião dos nossos leitores e cravar que para a maioria deles, ou, pelo menos, para a maior parte daqueles que responderam nossa enquete, Kasparov foi melhor que Fischer! No total foram 327 votos computados, em cerca de 3 meses, que apontou o russo com 172 votos (52%) e o americano com 136 votos (41%). Durante boa parte da pesquisa, a disputa foi acirrada e parelha, com Fischer liderando sempre por "meia cabeça". Na reta final, Kasparov tomou a dianteira, com certa folga, para não mais perdê-la! Carlsen também estava na lista tríplice, mas "não viu nem o azul", acabando com somente 19 votos (5%).

Enquete encerrada, resultado divulgado, mas, embora respeitando os números finais (como já dissemos), nem precisa dizer aos assíduos e atentos leitores do Reino de Caíssa (se nos permitem a boa provocação!) que não concordamos com seu desfecho! Afinal, aqui no Reino acredita-se, como todos percebem, que Fischer é o enviado de Caíssa! Não vamos listar os muito motivos! É coisa também de veneração, que habita no universo da paixão, nascida em Fernando Melo e repassada aos seus descendentes! De novo, nosso respeito a Kasparov, nosso reconhecimento ao gênio de Carlsen... E, quanto a Fischer, nossa idolatria, para sempre!

4 comentários:

  1. Fico feliz com a participação dos 327 leitores que votaram nessa enquete, numa feliz iniciativa de Fernando Sá. Parabéns aos que votaram em Kasparov. Certamente o "Gênio de Baku" dedica essa vitória à Bobby Fischer!

    ResponderExcluir
  2. Realmente Bobby foi um grande enxadrista, um grande gênio dentro das 04 linhas laterais do tabuleiro, mas, Kasparov, sem dúvida, foi mais completo. Era como se Ficher fosse o Maradona,mas o Pelé, aquele que ganha títulos, que tem um comportamento reto dentro e fora foi o Kaspa. O que precisaria mediar-se era a nacionalidade que envolvia aos dois, um nascido no berço da cultura enxadrística, até então, e o outro vindo do ocidente como franco atirador, aí, neste aspecto Ficher se destaca, pois o feito dele foi ímpar, para aquela época, mas se assim fosse eu iria citar o grande Mequinho, que também foi campeão nacional aos 15 anos, infelizmente o governo brasileiro não o apoio o suficiente para ele disputar com Karpov o título máximo. Como se vê tudo é relativo, porém o dono de uma uniformidade ao longo do tempo chama-se Garry Kasparov. Abs.

    ResponderExcluir
  3. As circunstâncias enfrentadas por Fischer rumo ao título foram bem mais dificultosas que as de Kasparov e Carlsen. Creio também, embora por período bem menor que os demais, que a diferença de força entre Fischer e os demais enxadristas de seu tempo foi bem maior do que aquelas entre Kasparov e Carlsen e seus competidores (lembremos que Fischer ganhou 19(!!) partidas seguidas entre interzonal e matches). Ou seja, no auge (embora por curto período), Fischer foi maior que Kasparov e Carlsen.

    ResponderExcluir
  4. Concordo plenamente com os 02 camaradas acima, em termos competitivos Fischer foi e será sempre o maior atleta enxadrista, mas em termos teóricos e psicológicos Kasparov é o melhor de fato.
    O fato de Carlsen está na lista ficou um pouco controverso (pelo menos na minha opinião), pois ainda está em ascensão, poderia está no lugar dele Capablanca ou Alekhine...
    E por fim feliz ano novo a todos, esse blog é Show!

    ResponderExcluir