quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

A sorte espreita Alejandro!

O casal anfitrião Dona Ana e Fernando com Alejandro

Num torneio de sete rodadas, você ganha com 100% de aproveitamento, ou seja, ganhou as sete partidas que jogou. Se numa delas você ganha por pura sorte, tudo bem, nada mais do que o normal. Agora, caro leitor, você ganhar quatro partidas (!) das sete, por pura sorte, é demais!

Foi o que aconteceu na noite de ontem, na Academia Caldas Vianna, no Torneio da Solidariedade Enxadrística, um ativo com 15 minutos, que reuniu oito jogadores. 

Uma palavra de confraternização pelo encontro



Petrov com Dutra, vice-campeão


O felizardo é um jogador forte, inclusive escalado como um dos favoritos a vencer a prova. Trata-se de Alejandro, o chileno, médico-cientista, nascido no Chile mas muito tempo já radicado no Brasil e agora, mais recentemente, vindo residir em João Pessoa.
Ivanilson (3º lugar) com Genildo
Acompanhei o torneio , observando algumas partidas, já que não quis jogar. Na terceira rodada, se enfrentam dois favoritos: Ivanilson e Alejandro. Fiquei um bom tempo olhando essa partida e fiquei certo de que a posição de Ivanilson era boa o suficiente para vencer. Fui me sentar um pouco em um local mais distante e logo soube que Alejandro venceu por um "cochilo" de Ivanilson. E aí abriu a torneira, veio Petrov, veio Diego, veio Galindo, todos com posição ganhadora, perdendo num efeito dominó para o surpreendente Alejandro. Ele mesmo não sabia o que estava acontecendo! Confesso que na minha longa caminhada pelo mundo de Caíssa, nunca ví  algo sequer parecido. Só tem uma explicação: o santo de Alejandro é muito mais forte do que ele mesmo pensa. Se continuar assim, vai ser campeão brasileiro e Doutor Carslsen que se cuide!
A classificação final ficou assim conhecida: 1º Alejandro, 7; 2º - Dutra, 6; 3º/4º  - Ivanilson e Diego, 4; 5º - Petrov,3; 6º - Genildo, 2,5 ; 7º - Galindo, 1,5: 8º - Ubirajara, não pontuou.

4 comentários:

  1. A sorte sempre acompanha os bons. He,he,he!

    ResponderExcluir
  2. No fundo, a máxima de São Paulo também vale para o xadrez: Aquele que está em pé cuidado para não cair(1 Coríntios 10,12).

    ResponderExcluir
  3. Alejandro é um grande enxadrista e de um coração muito grande, parabéns amigo!

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir