sexta-feira, 18 de agosto de 2017

Bananeiras impulsiona o xadrez!

Por FERNANDO MELO
(Dedico este artigo ao Mestre Ubirajara Barros)

Douglas Lucena parabeniza os futuros enxadristas
A interiorização do xadrez na Paraíba ganha forte e decisivo aliado com a ação pronta e precisa do prefeito de Bananeiras, Douglas Lucena, ao lançar  na manhã de ontem, o Programa Fábrica de Gênios, o qual através da Secretaria de Educação será promovido nas Escolas Emília de Oliveira Neves, João Paulo II e Miguel Figueira, quando cerca de 80 alunos serão contemplados.
Alunos das 3 escolas assistem apresentação do programa


Conforme matéria da Assessoria de Comunicação daquele Município, "a intenção da Secretaria de Educação ao implantar o jogo de xadrez nas escolas é a desenvolver habilidades, tais como a memorização e o raciocínio lógico-dedutivo, com a finalidade de motivar e despertar o interesse dos educandos."
Secretaáio assiste Prefeito jogar a Bird (!!) com aluno.
E continua a nota: "Com o interesse no aprendizado do jogo haverá mais uma alternativa pedagógica e atraente para tirar os adolescentes das ruas e evitar que fiquem vulneráveis à violência. O jogo de xadrez nas escolas será implantado, primeira nas escolas com salas de aulas de 6ª a 9ª séries, com o intuito de desenvolver a capacidade intelectual dos alunos".

Peça solta!

Por FERNANDO MELO
(Dedico este artigo ao Mestre Sílvio Sá )


Toda vez que vejo uma peça solta, me vem logo a vontade de analisar se a mesma corre algum perigo. Vendo a partida entre o GM chinês Bu Xiangzhi e o russo Ian Nepomniachtchi, jogada pelo Mundial de Blitz 2016, no Qatar, vencido por Karjakin , com 16,5 em 21 pontos possíveis (Carlsen veio em segundo com a mesma pontuação), constato que ocorreu um exemplo bem didático.

Vejamos a posição: Brancas - Rg1, Te1, Db2, h3, c6. Negras - Rh7, Df4, Bf3, e7, e4, h6.

Olhando então o tabuleiro armado com as peças acima,  vem a pergunta: será que essa dama branca corre perigo? Para um jogador experiente, a resposta é fácil. Para um principiante certamente é difícil. Mas afinal, corre perigo ou não a tal dama branca?

Corre e muito! Um exame mais detalhado podemos constatar que em poucas jogadas o branco se vê forçado a abandonar para não ver sua dama capturada.

Vou deixar a resposta em branco. Peço ao leitor que está querendo conhecer o final, que tente um pouco mais. Caso não consiga, basta entrar no Chessgames.com e procurar que acha fácil a tal partida.

Aproveito esse momento e advertir os enxadristas para ter o máximo de cuidado com a peça solta. Ela foi, é e será sempre um perigo. Manter as peças em harmonia, conectada sempre e evite que fique desamparada. Caso contrário, corre um forte risco de ficar sem ela ou perder a partida. 

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Aniversário do Patriarca

Por FERNANDO MELO
(Dedico este artigo ao Mestre Antonio Resende)


 Hoje é o aniversário de nascimento do Patriarca do xadrez mundial. Estou falando de Mikhail Botvinnik, que completa 106 anos. Ele nasceu exatamente no dia 17 de agosto de 1911 e veio a  



Botvinnik (brancas) enfrenta Capablanca


falecer no dia 5 de maio de 1995, aos 83 anos. Esse título de patriarca mundial é de minha responsabilidade, da mesma forma que considero Miguel Najdorf como o mais amado e Miguel Tal como o mais querido.

A história do xadrez soviético tem  em seu nome o pilar mais firme.  É forte, muito forte, bastante forte a intromissão do poder político do seu país, na época em que a poderosa União Soviética mandava e desmandava. Jogadores como Keres e Bronstein, por exemplo, foram "aconselhados" a não ganhar para Botvinnik, por este representar o poder do xadrez naquela república.

Como jogador e estudioso, Botvinnik tinha muitos méritos. Várias vezes campeão do mundo. Foi um dos pioneiros no uso do computador no jogo de xadrez.  Foi professor dos 3 Ks (Karpov, Kasparov e Kramnik). Karpov que foi campeão do mundo em 1975 (Fischer não quis jogar), Kasparov foi campeão do mundo derrotando Karpov e Kramnik foi campeão do mundo derrotando Kasparov, e esses três sob o manto protetor do professor Botvinnik. Isso por si só basta para imortalizar Botvinnik.

Toda vez que lembro de Botvinnik, logo me chega à memória do seu único encontro com Bobby Fischer, ocorrido no dia 7 de outubro de 1962, na Olimpíada de Varna, Bulgária. Foi um embate histórico e que provocou muita polêmica nos bastidores do xadrez mundial. Dizem que Fischer chorou, protestando pelo fato de a partida ser adiada quando ele tinha posição ganhadora. Na época, Botvinnik era campeão do mundo  e Fischer um rapaz de 19 anos.

Ao final da vida, esse famoso enxadrista, que também foi um renomado engenheiro elétrico, tendo recebido várias honras em ambas profissões, já não recebia os louros a que estava acostumado. Em 1976 ocorreu um fato que merece registro aqui. Os grandes mestres soviéticos de então foram convidados a assinar uma carta condenando Victor Korchnoi como um "traidor" depois que ele desertou. Botvinnik evitou esse pedido, dizendo que queria escrever sua própria carta condenando Korchnoi. Mas como seu prestigio já não era o mesmo, isso lhe foi negado e seu nome não apareceu na lista. Que se registre a atitude de Spassky e Bronstein, que se negaram a assinar. 

Muito se pode dizer ainda sobre esse grande enxadrista, mas não quero me alongar. Tenho-o na conta dos 10 jogadores da minha lista preferida, encabeçada, evidentemente, por Bobby Fischer. E nessa lista, incluo com muito orgulho o brasileiro Dr. Luiz Tavares, o homem que me ensinou a amar o xadrez!

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Unir para vencer!

Por FERNANDO MELO

(Dedico este artigo ao Mestre Fabson Palhano)


A vontade de desenvolver o xadrez da Paraíba a patamares nunca dantes desbravados nos enche de entusiasmo e coragem. Apoios importantes de lideranças estaduais de todos os recantos, nós dá a certeza de que essa missão será plena de sucesso.

Dizem que não se faz nada sem dinheiro. Acredito que não se faz nada quando não se tem ideias. O dinheiro é necessário, mas sem as ideias ele se torna inútil. Portanto, nessa nossa campanha pela presidência da Federação Paraibana de Xadrez, a ideia é o nosso maior patrimônio.

Estamos elaborando um Estatuto padrão para os Clubes de Xadrez em todo o Estado. Cada clube vai receber uma cópia e adaptá-lo à sua realidade. Mas antes, procuraremos conversar com cada dirigente de clube, a exemplo de Antonio Dutra (João Pessoa) Antonio Sobral (Alagoa Grande), Fabson Palhano (Campina Grande),  Fagner Lima (Baraúnas), Fernando Sá (João Pessoa), Francisco Cavalcanti (João Pessoa), Joaquim Junior (Esperança), Jociel Iordan (Guarabira), Luis Fábio Jales (Mamanguape), Severino Amâncio (Patos). Acredito que essa relação irá crescer mais e mais, graças ao apoio dos enxadristas, que certamente vão se pronunciar, estreitando assim esses contatos. 

Estamos, dentro das nossas condições, abrindo espaços e facilitando os meios. A Federação vai estar presente em todas as situações, ajudando no que for possível e contribuindo para que as metas dos clubes sejam plenamente satisfeitas.

Estamos desenvolvendo estudos para a elaboração do Calendário 2018, quando todos os Clubes filiados à Federação terão torneios e provas, tanto municipais como intermunicipais. Esse é um campo muito vasto. Torneio tradicionais como esse de Guarabira (domingo) e o de Alagoa Grande (setembro), por exemplo, serão incluídos no citado Calendário, a exemplo dos demais que já estão com suas datas elaboradas, como é o caso do Memorial Bobby Fischer, todo mês de março e o Torneio Cidade de Esperança, todo mês de abril.  

E assim vamos dando continuidade a essa partida, com todas essas variantes, na esperança de que o grande vencedor seja mesmo o xadrez da Paraíba!

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Os clubes de xadrez da Paraíba

Por FERNANDO MELO
(Dedico este artigo ao Mestre Francisco Cavalcanti)


Presidir a Federação Paraibana de Xadrez com o apoio dos enxadristas do meu Estado é o meu desejo. Nada farei se não for para o fortalecimento desse nobre jogo, nada farei que possa contrariar a nossa deusa Caíssa. Estou confiante dessa missão que começa em novembro próximo.

Já explanei em outra oportunidade da necessidade de cadastrar todos os enxadristas competitivos e trabalhar na expansão do xadrez em todo o Estado, através da interiorização.

Mas me vejo agora diante de um novo desafio, talvez mais difícil que os acima citados, ou seja a oficialização dos Clubes de Xadrez junto à Federação e à Confederação Brasileira de Xadrez.  
Aqui em João Pessoa, a Academia de Xadrez Caldas Vianna, o Clube de Xadrez Miramar e o Clube Arte de Pensar, oficialmente falando, não participam da eleição e nem tomam decisões junto a Federação Paraibana de Xadrez, pelo simples fato de não serem filiados. E assim nas outras cidades do Estado.

Temos clubes e associações de xadrez em cidades como Esperança, Alagoa Grande, Guarabira, Patos que não têm filiação à Federação Paraibana de Xadrez .

Essa situação não pode e nem deve continuar. Os Estatutos da Federação Paraibana de Xadrez é de 2004 e de lá para cá muito coisa mudou e acredito que seja o momento de se fazer uma reforma. 

Uma vez eleito, na primeira reunião da Diretoria da futura gestão, estará na pauta essa importante decisão. Será analisada com responsabilidade. Desde já, pedimos aos clubes citados acima, que providenciem a formação de sua diretoria e que seja redigido os Estatutos do clube.

Não vamos nos bater diante desses aparentes obstáculos, pelo contrário, vamos enfrentá-los com disposição para que a Federação e os Clubes a ela filiados cresçam juntos, fortalecendo cada vez mais o xadrez paraibano.

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Taça João Pessoa será sábado!

Troféu e medalhas do Torneio
Taça Cidade de João Pessoa
Neste sábado, a partir das 9 horas, começa no Clube de Xadrez Miramar, o Torneio Taça Cidade de João Pessoa. Serão 9 rodadas com o tempo de 15 minutos nocaute e vale Rating FIDE. Com premiação de 1200 reais, a inscrição é de 60 reais para homens e 50 reis para mulheres. O campeão receberá belo troféu e 350 reais. O vice terá 250 reais e medalhas e o terceiro 200 reais e medalha. Também serão premiados com 100 reais o melhor feminino, melhor até 2000, melhor até 1800 e melhor 1600. A direção do torneio é do MF Francisco Cavalcanti e arbitragem do AN Ivanilson Pereira e apoio da Federação Paraibana de Xadrez.

domingo, 13 de agosto de 2017

Guarabira - Open de Xadrez se aproxima!

No próximo domingo, dia 20/08, acontece o 4º Open de Xadrez da Cidade de Guarabira, promovido pela A.G.X. - ASSOCIAÇÃO GUARABIRENSE DE XADREZ, sob direção de Jociel Iordan, Marcos Roberto e Ismael Ricardo, com apoio do poder público local.

O evento terá 3 torneios (adulto, juvenil e infantil) e será realizado na Praça da Alimentação do Shopping Cidade Luz, em 6 rodadas, no ritmo de 20’ KO. 

Serão oferecidos 1000 reais em prêmios, distribuídos para as categorias Absoluto, Sub1800, Feminino, Juvenil e Infantil além de troféus para os vencedores de cada categoria.

A inscrição é de R$ 30,00 para adultos e de R$ 15,00 para a categoria juvenil. Há isenção de taxa para o público infantil. Confira abaixo a programação do evento. 

9:30 – Congresso Técnico

10:00 - 1ª Rodada
10:45 - 2ª Rodada
11:30 - 3ª Rodada

13:30 - 4ª Rodada
14:15 - 5ª Rodada
15:00 - 6ª Rodada


15:45 - Encerramento e entrega da premiação

Raízes do Xadrez

Por Maria do Céu


Juripiranga sediará Final da Copa



Por FERNANDO MELO
(Dedico este artigo ao saudoso Mestre Bento da Gama)


O prefeito Paulo Dália  visita a
Academia de Xadrez Caldas Vianna
No final da tarde de ontem, na sede da Academia de Xadrez Caldas Vianna, durante a reunião com o prefeito de Juripiranga, Paulo Dália Teixeira,  foi selado com o mais absoluto sucesso, o local para a etapa Final da II Copa Caldas Vianna 2017. Será na citada cidade e que fica a  74 km da capital paraibana.

Disse absoluto sucesso porque o Prefeito mostrou-se bastante satisfeito com a explanação que fizemos, e se disse honrado em ver seu Município sediar importante evento do calendário da FPbX.

Apresento ao prefeito Paulo Dália
as etapas da II Copa Caldas Vianna
Como sabemos, a II Copa Caldas Vianna contará inicialmente com 16 jogadores, sendo que a Oitava de Final será no mês de outubro. Cada dupla, num total de oito, jogará duas partidas (no sistema mata-mata). As fases restantes, Quarta e Semifinal, ocorrerão no mês de novembro, e a Final com data definida 22 e 23 de dezembro, na cidade de Juripiranga. 

Vale ressaltar que a Final valerá rating FIDE e serão jogadas 4 partidas. Os dois finalistas terão que estar em dia com a anuidade da Confederação, mas todas as despesas, incluindo hospedagem, alimentação, transporte e a premiação, ocorrerão sob a responsabilidade da Federação Paraibana de Xadrez e Prefeitura de Juripiranga.

Lembramos que brevemente será conhecido o Regulamento de toda a II Copa Caldas Vianna, nas suas 4 etapas.

Estaremos entrando brevemente em contato com um outro Município paraibano para sediar a Semifinal, considerando que as duas primeiras etapas serão em João Pessoa. Para tanto, as inscrições para os 16 jogadores permanecem abertas, e já estão pré-inscritos Luís Fabio Jales (Mamanguape) Fagner Lima (Baraúnas), Fabson Palhano (Campina Grande), Silvio Sá de Melo (João Pessoa). Qualquer outra informação, ligar para mim, pelo fone 3226.2685 ou por e-mail: melofernandoantonio@gmail.com, ou através desse blog, que será prontamente atendido. 

Por fim acreditamos ter dado mais um passo na busca pela interiorização do xadrez em todo o Estado da Paraíba. Confiante e determinado, contando com o apoio e a solidariedade de todos os enxadristas, sentimos claramente que vamos chegar lá! 

Na verdade, estamos chegando, considerando que o prefeito Paulo Dália nos confiou que Juripiranga, a partir de agora, dará um passo a frente em defesa do xadrez, levando-o para as escolas do seu município. São cerca de 500 alunos matriculados na rede municipal que poderão ter acesso a essa ferramenta do saber e isso vai acontecer, graças a esse contato mantido na tarde de ontem na Academia de Xadrez Caldas Vianna.

É isso que queremos , é por isso que estamos determinados a lutar, e, como já dissemos, não estamos sozinhos, pois muitos enxadristas já se mostram dispostos a abraçar essa causa.   E prefeitos como Melchior Batista (Remígio) e Paulo Dália (Juripiranga), os primeiros nos nossos contatos, representam a força pública na defesa do crescimento do xadrez junto a juventude estudiosa de nossa Paraíba.

sábado, 12 de agosto de 2017

Circuito de Blitz na AXCV - Resultado

Participantes da II Etapa do Circuito de Xadrez Blitz Bobby Fischer

O campeão da II Etapa do Circuito de Xadrez Blitz Bobby Fischer, ocorrido neste sábado na AXCV, foi Rondinelle Pessoa, que somou 6 pontos em 7 possíveis. Na categoria U1900 o vencedor foi Jailson Maranhão, com 4 pontos. A prova contou com 11 participantes. Confira abaixo a classificação completa e fotos do evento. O Circuito terá 10 etapas, cujos vencedores serão aqueles que mais pontuarem por categoria, quando serão ambos premiados com a inscrição para o Aberto do Brasil - IX Memorial Bobby Fischer, em 2018. Em breve, divulgaremos a data da terceira etapa do Circuito. Aguardem!
























Wesley So, menos óculos e mais xadrez!

Por Rewbenio Frota

Acabou ontem a Copa Sinquefield nos EUA com vitória do super GM francês Maxime Vachier-Lagrave, impondo-se sobre Carlsen e Anand, além de Wesley So e Sergey Karjakin. A Copa Sinquefield faz parte do Gran Chess Tour, que se propõe a ser algo similar ao circuito de Grand Slam do tênis,  iniciativa das mais promissoras para o nosso jogo, pois mantem competições de alto nível e alta premiação que motivam os melhores do mundo a se manter em excelente forma o ano inteiro.

O mais estranho, porém, não foi o vencedor da Copa (nessas competições onde só jogam monstros de quase 2800 ou mais, qualquer um pode ser o campeão), mas o fato de o “lanterninha” da competição, ter sido justamente o GM Wesley So, atual campeão do Grand Chess Tour e número 2 do mundo!

Recentemente, So ficou invicto em torneios de elite por 67 partidas, o que lhe trouxe inúmeros títulos importantes, praticamente consecutivos: Copa Sinquefield 2016, medalha de ouro (individual e por equipes) nas Olimpíadas de xadrez 2016, London Chess Classic 2016, Wijk aan Zee 2017 e Campeonato dos EUA 2017.

Porém, quando parece ser a principal força a desafiar o reinado de Magnus Carlsen, ele começa a desacelerar. Perdeu a primeira partida em meses no Memorial Gashimov (acabou em 2º-3º) em abril, empatou todas as partidas no torneio Altibox Norway (acabou em 4º-6º) em junho e, agora, foi o último na Copa Sinquefield.

Para mim, a partida que melhor ilustra as dificuldades pelas quais que Wesley So vem passando para administrar seu jogo foi na quinta rodada, contra o próprio campeão mundial. Jogando de brancas, ele se atrapalhou numa sequência de cinco lances e, sem razão, permitiu a entrada de poderosa torre na segunda fila (ainda perdendo um peão).  Sucumbiu poucas jogadas depois, quando ficou claro que, ao jogar 19. Bf4?, havia omitido a simples resposta de Carlsen: 23. ... De2.

O que pode estar acontecendo? Wesley teria esgotado seu repertório de aberturas?, Teria sido “mapeado” por seus astutos adversários no topo mundial? Está escondendo o jogo para a Copa do Mundo que se aproxima? Ou estaria passando por outro momento pessoal difícil (lembremos que há dois anos ele passou por situações pessoais que afetaram muito seus resultados, tendo até mesmo perdido uma partida por anotar frases motivacionais durante uma partida)?

No esporte, todas as competições individuais são, fundamentalmente, batalhas mentais, onde a confiança e o ego contam muito. No xadrez, que é por excelência um esporte mental, esses fatores são ainda mais importantes.

Quero crer que não seja nada além de uma oscilação, uma fase de rearranjo das ideias sobre seu jogo. Na elite, essas etapas de maré baixa são amplificadas, pois os adversários são capazes de aproveitar até mesmo as menores imprecisões para abocanhar o ponto inteiro. Espero que seja apenas uma rápida fase de ajustes, que volte a apresentar um xadrez mais combativo, criativo e preciso.

Para tanto, como ficou claro no caso da planilha, será preciso aprender a administrar as inevitáveis excentricidades que alguns GMs de alto nível acabam demonstrando, às vezes danosas ao desempenho. Ultimamente, por exemplo, Wesley tem usado óculos de sol durante as partidas (teria aprendido com Korchnoi?). Se pudesse dar um conselho ao GM, daria somente este: tire esses óculos Wesley!

AXCV - Circuito de Blitz segue hoje!

Tem sequência, logo mais, às 15 horas o Circuito Bobby Fischer de Xadrez Blitz, na AXCV, com a realização de sua 2ª etapa, a ser disputada em 7 rodadas, no ritmo de 5'+5''.

Haverá premiação correspondente a 50% da arrecadação com as inscrições, cujo valor será de R$ 20,00. 

O campeão geral e por categoria U1900 receberão 60% e 40% da premiação, respectivamente. Os prêmios não serão cumulativos. 

Os jogadores devem portar relógio e jogo de peças.

O Circuito acontecerá em 10 etapas, com as datas das demais fases ainda  a definir. Os jogadores que somar mais pontos nas categorias geral e U1900 (a despeito de ser o campeão ou não de cada etapa), serão premiados com a inscrição gratuita no Aberto do Brasil - IX Memorial Bobby Fischer, em 2018.