terça-feira, 30 de junho de 2015

Os cardeais de Fischer!

Por Fernando Melo

Na minha juventude, quando não existia televisão e a gente era feliz, e sabia, lia-se muito, livro após livro, grandes nomes da literatura, como Machado de Assis, Honoré de Balzac, entre tantos outros. Infelizmente a literatura caissiana resumia-se ao Xadrez Básico, de Orfeu D`Agostini e aos quatro volumes de Roberto Grau. Aqui ou ali, uma notícia no jornal. E uma delas foi sobre um garoto, que despontava nos Estados Unidos, um tal de Fischer, mais conhecido por Bobby Fischer. Mais tarde, bem mais tarde, vi que o tal garoto se tornara o melhor jogador de xadrez do mundo. Tanto Machado como Balzac têm suas obras primas. Fischer tem várias partidas que podem ser consideradas assim. E uma delas nós vamos conhecer hoje, ou melhor, relembrar, embora, acredito, muitos não a conhecem por ser pouco popular. Foi jogada em Mar del Plata, em 1959 (Fischer tinha 16 anos) contra o brasileiro João de Souza Mendes.  Nessa partida, vamos conhecer a força de um par de bispos, que Fischer, com tamanha habilidade, transformou em dois fortes cardeais.



(Matéria publicada hoje na Coluna de Xadrez do 
Jornal Correio da Paraíba)

Acredite, se quiser...


...mas será verdade a surpresa que vamos lhe contar em 10/07/2015, caro leitor do Reino de Caíssa! Aguarde!
Faltam 10 dias!
Imagem: ibtimes.co.in

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Limp vence Aberto no Rio de Janeiro

O CAMPEÃO MI EDUARDO LIMP (d) (Foto: Joaquim Dedeus) 

Terminou neste domingo o Aberto do Brasil - III Taça David Borensztajn, que foi realizado na praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, com a presença de 81 jogadores. O campeão foi o MI Eduardo Limp (RJ), que terminou empatado com Darcy Lima, Presidente da CBX e único GM presente na prova. Ambos somaram 6 pontos, mas Limp levou a taça pelos critérios de desempate. 

O curioso é que o GM Darcy Lima, que raramente vemos jogar torneios, perdeu já na primeira rodada para o carioca Marcelo dos Santos Silva, de Elo 1989! Depois disso, o GM ganhou todas as partidas, mas a boa arrancada não foi suficiente para garantir-lhe o título. E esperando não perder o amigo, por causa da piada, não podíamos deixar de registrar que o bom e fiel vascaíno Darcy Lima acabou mesmo vice-campeão do Aberto!

Completando o pódio, em terceiro lugar, chegou o querido MI Herman Claudius, uma das lendas vivas do xadrez brasileiro, que aparece na foto jogando contra o MI Eduardo Limp, pela 2ª rodada do Aberto.

O homenageado e patrono do torneio, o carismático MN David Borensztajn também competiu e ocupou a 44ª posição, com 3,5 pontos.

Por fim vale destacar a participação dos nordestinos José Arruda Câmara (RN - 48º), Alberto Manoel Colares (PE - 32º) e Eduardo Passos Coutinho (PE - 23º), que fez um ótimo torneio, vencendo adversários bem melhor ranqueados e somando 40 pontos no seu Elo FIDE.

A classificação completa do Aberto está no chess-results (link). 

Patos realiza Circuito Estudantil


Realizado no último sábado (27) no Colégio Cristo Rei na cidade de Patos PB, a primeira etapa do Circuito Patoense de Xadrez Escolar e Universitário. O objetivo do evento foi estimular a prática enxadrística na cidade e região e contou com a participação das delegações das cidades de Belém do Brejo do Cruz-PB e Várzea-PB, representadas respectivamente através dos Técnicos Ismaelton Pereira e Isaac Soares, delegações essas que se destacaram no Circuito. O Destaque também vai para os alunos do Projeto Xadrez Jatobá, do Centro Educacional Rosa Mística e do Colégio Cristo Rei, todos da cidade de Patos-PB.

RESULTADO OFICIAL

UNIVERSITÁRIO
CAMPEÃO: ISAAC SOARES
VICE-CAMPEÃO: ISMAELTON PEREIRA

SUB 18 CAMPEÃO: MATEUS MOTA 
VICE-CAMPEÃO: DANIEL ALVES

SUB 16
CAMPEÃO: ROANDYSON TEIXEIRA
VICE-CAMPEÃ: PAULA VIVIAN
3º LUGAR: EDSON LUCAS

SUB 14 MASCULINO
CAMPEÃO: RAFAEL OLIVEIRA
VICE-CAMPEÃO: WEVERTON FERREIRA
3º LUGAR: LIZANDRO ANDRADE

SUB 14 FEMININO
CAMPEÃ: PAULA VIVIAN

SUB 12 MASCULINO
CAMPEÃO: ISAAC RENALDY
VICE-CAMPEÃO: IAGO RENAN
3º LUGAR: EBERT MEDEIROS

SUB 12 FEMININO
CAMPEÃ: SARA SOARES
VICE-CAMPEÃO: LYVIA MARIA DIAS

SUB 10 MASCULINO
CAMPEÃO: GABRIEL MEDEIROS
VICE-CAMPEÃO: RAGLAN WAYNER
3º LUGAR: HUGO LEONARDO

SUB 10 FEMININO
CAMPEÃO: YASMIN SOARES
VICE-CAMPEÃO: BRUNA LOUISE
3º LUGAR: MARIA ANTÔNIA

SUB 8 MASCULINO
CAMPEÃO: RAFAEL PORFÍRIO
VICE-CAMPEÃO: LUIZ GUILHERME

Informações enviadas por Bruno Paulo

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Após fracasso, Carlsen tranquiliza fãs!

GM Magnus Carlsen ( em sua imagem de capa no Facebook)

Carlsen foi rápido em se manifestar nas redes sociais sobre seu fraco desempenho no Norway Chess 2015, que acabou ontem, com Topalov campeão e ele, Carlsen, apenas em 7º lugar (de um total de 10 participantes), com 3,5 pontos em 9,0 possíveis. 

Nesta mesma quinta-feira, o norueguês tranquilizou seus fãs ao fazer o pronunciamento ao lado, apontando já seu próximo compromisso no xadrez e aparentemente mostrando que não se abateu tanto assim, a ponto de comprometer sua motivação para continuar em buscas de mais conquistas na sua carreira vitoriosa. Veja o que ele disse, numa tradução livre de nossa autoria:

"Terminei o Norway Chess com uma derrota para Jon Ludvig Hammer, a quem dou parabéns! Nada foi de acordo com que eu planejei nesse torneio. É extremamente frustrante não ser capaz de mostrar nada perto do que eu posso em meu país, tomando decisões durante as partidas que eu não consigo explicar nem para mim mesmo. De qualquer modo, eu não perdi a crença em minha habilidade de jogar xadrez e espero que vocês também não! Meu próximo torneio será em Saint Louis, em agosto."

Paraibano 2015 na FIDE


Conforme vemos na imagem acima, já foi feito o upload do Campeonato Paraibano 2015 para a FIDE e a movimentação de rating decorrente do torneio já vai estar refletida na relação do Elo internacional de julho próximo. O Paraibano de 2015, realizado de 4 a 6 deste mês na Fundação Casa de José Américo de Almeida, foi vencido pelo MF Luismar Brito e contou com a arbitragem principal do AR Ivanilsom Silva.

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Carlsen, absurdamente, ofusca título de Topalov!

TOPALOV E ANAND FELIZES COM O EMPATE DE SALÃO, QUE DEU O TÍTULO AO BÚLGARO:
FRUSTRANTE FINAL DO NORWAY CHESS 2015 (Fonte: vídeo oficial)

Claro que existia uma expectativa para a "final" de hoje no Norway Chess, quando a tabela reservava o confronto decisivo entre Topalov e Anand, com ambos lutando diretamente pelo título do evento. Porém, o jogo frustrou todas as expectativas ao terminar empatado em apenas 17 lances em menos de meia-hora, com a partida sendo uma cópia fiel de um confronto entre Ivanchuk x Carlsen em Wijk ann Zee, segundo detectou o site do Chessbase.

Fica até a impressão de que os lances podem ter sido previamente acordados! Mesmo que não tenha sido assim, lamentamos a atitude dos jogadores, especialmente de Anand, até poupando aqui adjetivos nada lisonjeiros para ele, que nitidamente abdicou da luta franca para garantir uma confortável colocação no torneio. Topalov, na dele, aceitou de bom grado a repetição de lances, claro, sagrando-se campeão do evento.

Ante esse "papelão" dos protagonistas, a notícia do dia acabou sendo outro desastre até mais contundente. Carlsen conseguiu perder para Hammer, seu compatriota e lanterna do torneio. Essa derrota poderia ser vista até mesmo com alguma naturalidade, não fosse a esdrúxula partida jogada pelo campeão mundial. Algo inacreditável, digno de um enxadrista mediano (sem querer ofendê-lo!) e certamente a pior partida do GM Carlsen. Pela "pérola" produzida é capaz até de ele não ter conseguido jogar pior nem na sua época de MI. 

Com isso, o jovem norueguês "coroa" sua fraca performance no Norway Chess (3,5/9,0), perde 23 pontos de Elo FIDE e crava na sua biografia o mais fatídico torneio de sua rica trajetória enxadrística. 

Por que será que isso aconteceu? Terá sido algo pontual e passageiro, ou Carlsen começa a dar sinais de fadiga ante a pressão para se manter no topo? Tomara que não! Que o campeão mundial retome suas forças e volte a brilhar o quanto antes, para o bem dos súditos de Caíssa. Resta aguardar os próximos acontecimentos!



Você vai dizer: - Fala sério...


...quando souber, caro leitor do Reino de Caíssa, a surpresa que vamos contar em 10/07/2015. Aguarde!
Faltam 15 dias!
Imagem: milenar.org

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Topalov x Anand - A decisão!

Giri parou o líder e "criou " a decisão Topalov x Anand, na rodada final do Norway Chess (foto: vídeo oficial)


Quis o destino que na última rodada do Norway Chess 2015, a ser disputada amanhã, se enfrentassem Topalov e Anand, numa verdadeira decisão pelo título do torneio! Quem vencer leva o troféu. O empate é do búlgaro.

Hoje, pela penúltima rodada, Topalov não contou com a sua "amiga" sorte e foi derrotado pela primeira vez na competição, ao perder para Giri. Já Anand superou o lanterna Hammer,  com mais uma grave falha do norueguês, o que credenciou o indiano para a disputa direta do título na rodada final.

E para não deixar de falar de Carlsen, ele passou por Aronian e já ocupa o meio da tabela, não podendo obter outra posição além do 5º lugar, o que lhe será até favorável para a sequência do circuito Grand Chess Tour, depois de um começo desastroso.

Nesta quinta, portanto, o Norway Chess vai ter um confronto direto pelo título. Quem será o campeão? Vou torcer pelo indiano! E você?


Fonte: site oficial

Topalov terá sorte até o fim?

Um feliz Topalov, no centro, concede entrevista, após empatar com Caruana e se aproximar
do título do Norway Chess 2015 (Fonte: vídeo do site oficial)

O Norway Chess chega hoje a sua penúltima rodada reservando para Carlsen um papel secundário de apenas buscar diminuir o prejuízo no seu Elo FIDE e garantir uma posição mais honrosa na classificação final. Com sua boa vitória contra Grischuk e empates insossos ante Nakamura e Lagrave, nas 3 rodadas mais recentes, o campeão mundial, ao menos, largou a última posição e, com 2,5/7 pontos pode conseguir melhorar seu desempenho, se vencer Aronian e seu compatriota Hammer, nas duas rodadas finais. 

Quem brilha mesmo é Topalov, que, mesmo com uma excelente performance, ainda vem contando com uma boa dose de sorte no evento, como é próprio dos campeões! Depois de herdar uma inusitada vitória pelo tempo, contra Carlsen, na primeira rodada, ele venceu Hammer na 5ª rodada, num final fácil de tablas, em que, inexplicavelmente, seu oponente cometeu um erro estúpido, entregando o ponto de bandeja para o sortudo búlgaro.

Isolado, com 6/7 pontos, Topalov acumula +23 no Elo vivo e pode chegar ao seu recorde pessoal na próxima lista do ranking da FIDE. Ele está muito próximo do título, mas tem pela frente dois adversários diretos: Giri, com 4 pontos, e Anand, com 4,5 pontos. Quem também está na briga é Nakamura, com 4,5 pontos. Portanto, nada está decidido ainda, até a rodada de hoje. Um tropeço de Topalov pode colocar todos eles no páreo na rodada final de amanhã. Se bem que com a sorte a seu lado, as chances dos seus adversários ficam menores. Terá o líder essa aliada até o final do evento? É esperar, para ver!


Fonte: Chessbase

terça-feira, 23 de junho de 2015

E se o dia mais feliz da sua vida acabar?

Kasparov - Doctor Honoris Causa da Universidade de Saint Louis (Foto: Chessbase)

Assim questionou Kasparov no seu discurso para jovens graduandos, quando ele foi agraciado com o título de Doctor Honoris Causa, no mês passado, pela Universidade de Saint Louis, em Missouri (EUA), cidade que vem se mostrando uma parceira generosa do xadrez, com eventos como o Sinquefield Cup e o recente match de Kasparov contra Short, num breve e bem sucedido retorno aos tabuleiros do ex-campeão mundial. 

Eis o trecho em que Kasparov lança sua desconcertante indagação:

---------------
“Quando ganhei o campeonato mundial em 1985, eu tinha 22 anos e foi o maior dia da minha vida. Eu imagino que, hoje, é esta a sensação para muitos de vocês. Você é jovem, você é forte, e você tem um objetivo de longo prazo em suas mãos. Nesse dia, em 1985, aconteceu uma coisa estranha. Eu estava ali, de pé no palco, ainda com as minhas flores e medalha, a pessoa mais feliz do mundo... Quando fui abordado por Rona Petrosian, a viúva de um ex-campeão mundial dos anos 60, Tigran Petrosian.

Eu estava esperando os mais fervorosos parabéns, mas ela tinha outra coisa em mente: ‘Jovem, eu sinto pena de você’ Ela disse. O quê? Pena de mim? Pena de mim? O mais jovem campeão mundial da história, no topo do mundo? ‘Eu sinto pena de você’, ela continuou, ‘porque o dia mais feliz da sua vida acabou’ Uau, eu não podia acreditar! Mas, quando eu superei meu choque comecei a me perguntar: e se ela estiver certa? E embora eu não tivesse pensado mais sobre isso no dia da comemoração, vim a perceber que Rona Petrosian tinha me dado uma nova meta de vida: provar que ela estava errada! Agora eu percebo que ela me fez um favor naquele dia e, por isso, pergunto a vocês: E se o dia mais feliz de sua vida acabar?"
---------------

E sua reflexão faz mesmo sentido, quando se olha para sua história de vida.

Sua energia vital não esmaeceu após conseguir o ápice de sua profissão, sagrando-se campeão mundial em 1985 e mantendo-se no topo por 15 anos, quando passou a coroa  do xadrez mundial para Kramnik em 2000, vindo a se aposentar das competições em 2005.

Kasparov, a partir de então, traçou objetivos pessoais para seguir motivado em busca de outras conquistas grandiosas em sua vida, mostrando-se um sujeito vivaz e eloquente em todas as suas aparições públicas. Ainda no universo caissiano, criou a Fundação Kasparov e viajou pelo mundo, disseminando sua iniciativa de promoção do xadrez. Enveredando pela política lançou-se, outrora, como feroz opositor ao Presidente da Rússia, Vladimir Putin, que o levou até mesmo ao cárcere em 2012.

E apesar do poder do adversário, Kasparov segue altivo, como se nota no lançamento em breve do seu livro Winter is Coming (O inverno está chegando), onde mostra, no seu entender, as ameaças que Putin e "os inimigos" representam para o mundo  livre.

O ex-campeão mundial também procurou exercer sua liderança na cúpula do xadrez internacional, quando lançou-se candidato à presidência da FIDE, no ano passado, mas não logrou êxito. Não se duvide que ele persista no seu propósito de comandar a entidade máxima do nobre jogo

Como se nota, o incansável "Ogro de Bakú" segue sua receita de continuar buscando seus sonhos, acreditando que o dia mais feliz de sua vida pode ser uma eterna construção, traduzindo mais no caminhar, do que exatamente no ponto de chegada!

Que fiquemos então com essa lição do nosso eterno campeão mundial...

Veja nos links abaixo outras matérias sobre o discurso de Kasparov em Saint Louis: